Teste Oncotype DX

O Oncotype DX é um teste baseado na análise da atividade de um grupo de genes que podem interferir no comportamento de um câncer, e como ele responde ao tratamento. Este teste introduz dados importantes ao raciocínio médico na escolha de terapias tais como:
  • Risco de recorrência em mulheres portadoras de tumores iniciais positivos para estrógeno e progesterona.
  • Benefício real destas pacientes no uso da Quimioterapia pós-cirurgia de câncer mamário.
  • Risco de recorrência do Carcinoma Ductal in Situ
  • Risco de um novo câncer invasivo na mesma mama.
  • Benefício real da Radioterapia pós-cirurgia de Carcinoma Ductal in Situ
Os resultados do Oncotype DX combinados com outros dados sobre a biologia tumoral, permitem uma decisão mais elaborada em se fazer ou não Quimioterapia, nos tumores hormônio positivos em estágios iniciais, bem como na decisão de se fazer Radioterapia no tratamento do Carcinoma Ductal in Situ. Pacientes elegíveis:
  • Diagnóstico de Carcinoma Invasivo da Mama estágios I ou II
  • Tumor hormônio positivo
  • Ausência de metástases em gânglios linfáticos axilares (linfonodos)
  • Diagnóstico de Carcinoma Ductal in Situ com proposta de cirurgia conservadora e Radioterapia.
  O Oncotype DX analisa a atividade de 21 genes. Trata-se de um teste genômico que determina como um câncer responde a determinado tratamento, e que difere de um teste genético que analisa mutações, que podem ser transmitidas a futuras gerações. Desta maneira se trata de um teste prognóstico pois ele informa índices recorrência, além de ser um teste preditivo, já que informa quais pacientes podem se beneficiar ou não de Quimioterapia ou Radioterapia. Vários trabalhos científicos tem demonstrado a utilidade deste teste. A American Society for ClinicalOncology (ASCO) e a NationalComprehensiveCancer Network (NCCN), atualmente incluem o Oncotype DX nos protocolos de tratamento dos tumores de mama em estágios iniciais.

INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS

-Taxa de recorrência menor que 18:- O câncer tem baixo risco de recorrência. O beneficio da Quimioterapia nos tumores em estágios iniciais ou da Radioterapia no Carcinoma Ductal in Situ é pequeno comparado aos efeitos colaterais dos tratamentos. -Taxa de recorrência entre 18 e 31:- O câncer tem risco intermediário de recorrência. Não é claro se os benefícios da Quimioterapia ou da Radioterapia são maiores do que os efeitos colaterais. Outros fatores tais como idade e doenças associadas, devem ser considerados. – Taxa de recorrência acima de 31:- O câncer tem alto risco de recorrência e, portanto os benefícios da Quimioterapia e da Radioterapia superam os efeitos colaterais