Câncer do ovário

Aspectos gerais do Câncer de Ovário

Os tumores ovarianos constituem o segundo tipo de câncer mais frequente em mulheres, sendo a primeira causa de morte entre os tumores ginecológicos e a quinta causa de morte por câncer em geral. Este tipo de tumor é mais frequente após os 60 anos de idade, sendo sua incidência crescente a partir desta faixa. O risco de câncer de ovário ao longo da vida é aproximadamente 1,8% na população geral e de 15% nas mulheres com histórico familiar, podendo chegar a 60% nas portadoras de síndromes hereditárias. Os principais fatores de risco são:

  • Idade entre 45 e 75 anos
  • Obesidade
  • Mulheres que não tiveram filhos
  • Tabagismo
  • Portadoras de endometriose
  • Histórico familiar de câncer de ovário ou de mama
  • Síndrome genética sendo a mais frequente a de mama/ovário

Diagnóstico e Prevenção do Câncer de Ovário

A rigor, não há testes preventivos para o câncer de ovário visto que este tipo de tumor é de crescimento virtualmente assintomático. Exames como ultrassonografia ou ressonância magnética fazem o diagnóstico, porém o mais importante é manter consultas médicas e exames periódicos de rotina pelo menos uma vez ao ano, particularmente após os 35 anos de idade, salientando que não se deve abandonar o acompanhamento médico em idades mais avançadas, visto que os tumores ginecológicos tem incidência crescente com a idade.

Tratamento do Câncer de Ovário

O tratamento do câncer ovariano é essencialmente cirúrgico, acompanhado de tratamentos complementares como a quimioterapia na maioria dos casos. Em todos os casos é importante que a paciente seja acompanhada por um ginecologista oncológico, o que aumenta sobremaneira a qualidade do tratamento e consequentemente a sobrevida.