Quais são os tipos de radioterapias usados no câncer de mama?

Quais são os tipos de radioterapia usados no câncer de mama?

A Radioterapia (RTX) é parte fundamental no tratamento do câncer mamário.

A RTX complementa o tratamento cirúrgico, sendo extremamente importante no controle local da doença. Não se trata de método invasivo.

Várias são as indicações para se realizar RTX. As particularidades de cada caso e paciente, definirão qual a dose, área, e tempo de irradiação.

Na maior parte dos casos utiliza-se a RTX aplicada de forma convencional, iniciando-se 40/45 dias após o tratamento cirúrgico, ou 40/45 dias após cirurgia seguida de quimioterapia.

Via de regra a RTX convencional é utilizada com dosagem fracionada em 25 a 30 sessões, geralmente 5 dias por semana, resultando em 5 a 6 semanas de tratamento.

Com os equipamentos atuais, em serviços de referência, os efeitos colaterais são pequenos e bastante toleráveis.

Em alguns casos, dependendo da idade da paciente, e das características do tumor, pode-se realizar a dose em protocolos curtos com menor número de sessões.

A RTX Intraoperatória (IORT) é uma técnica atual, em que se aplica uma dose única no leito tumoral, após a retirada cirúrgica da região comprometida. O procedimento demora em média 30 minutos, com o paciente em sala cirúrgica e anestesiado.

Esta técnica é restrita a casos específicos, que preenchem os requisitos necessários para tal procedimento, tais como:-

– Tipo de tumor
– Tamanho do tumor
– Axila negativa
– Perfil Imunohistoquímico adequado
– Idade da paciente
– Dificuldade de acesso a centros de Radioterapia

Até pouco tempo atrás este tipo de tratamento exigia centro cirúrgico especializado, normalmente localizado dentro do próprio departamento de Radioterapia, e com equipes capacitadas para tal.

Atualmente este tratamento pode ser realizado com um equipamento de radioterapia portátil, que pode ser levado a qualquer sala de cirurgia, não necessitando de salas especiais para tal. Trata-se do Intrabeam.

Se a paciente preenche os requisitos necessários para a utilização da RTX Intraoperatória, há grande vantagem, por se tratar de procedimento único, particularmente nas que vivem em lugares afastados onde não há centros especializados em Radioterapia, pacientes idosos ou com dificuldade de acesso ou locomoção.

 

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *